Primavera em Pleno

Vejam e digam-me se há jardim mais bonito que o meu Portugal? Eu agradeço todos os dias, por poder viver no meio desta beleza que é a natureza. Maioria dessas imagens circundam minha casa.




Sempre amei e principalmente RESPEITEI a natureza no seu todo. Tudo nela me fascina. Excepto as melgas (pernilongos), carraças (carrapatos), moscas comuns e varejeiras. São únicas que não defendo.
Viver no campo é estar em contacto com todos eles, e não só. Mas vive-se em harmonia sem problema algum. Como não abdico da janela aberta para renovar o ar, instala-se rede mosqueteira, nas portas fitas, e nos cães um bom protector contra parasitas.

Mas mesmo assim há sempre uns intrusos a aparecerem. Normal. Nós é que invadimos primeiro o espaço deles. Um sufoco sempre que isso acontece. Já sei que se meu auxiliar os vê ou Tintin, é morte na certa. Tento com uma cana comprida, que tenho num cantinho junto á rede toca-los e afasta-los na direcção das ervas. Pior é que sem movimentos finos nas mãos, e sem equilíbrio, essa tarefa é uma aventura daquelas...
Ainda por cima os besouros em geral quando caem ficam de pernas para o ar, e alterar essa posição é difícil. E maioria das vezes demora. As aranhas em geral encontro-as mais ou menos em objectos altos, e consigo por minha mão á sua disposição. Sobem e transporto-as até ás ervas. Ufa, tarefa cumprida. rsr

Até os pardais eu adoro. Certa altura, ao anoitecer, comecei a ouvir aquele chilrear comum de quando se junta um bando deles, vindo de uma árvore perto de minha casa. Achei espectacular começar a ter uma colónia deles a dormirem ali. Nos primeiros dias nem perto chegava com receio de os assustar, não adiantou nada, pois para minha desilusão, só dormiram no local mais uma semana.

Eu aprecio tudo na natureza, mas esta altura do ano é a que mais me preenche. Somente a Primavera consegue este despertar completo. Como viajo pouco no Inverno, quando começa o tempo a melhorar começo a faze-lo e primeira coisa que faço é olhar ao pormenor os campos. Vou viagens inteiras a apreciar e ver estado de tudo. Não pensem que eu só admiro os campos, zonas rurais...Nada disso Até dentro das grandes cidades eu procuro as simples ervas da calçada...encostadas ás paredes...Nelas todas eu encontro beleza.

Até hoje não entendo do porquê das pessoas irem comprar determinadas flores na florista. Vamos porque alguém entendeu que aquelas são da moda. Acho um absurdo. Porquê aquelas e não outras? Eu gosto de todas por igual. Para mim um ramo de oliveira é tão especial como qualquer verdura criada em estufa.
Eu por exemplo gosto de não plantar nada num vaso de flores e deixar ervas crescerem á vontade. Quando crescem aprecio-as por igual e trato-as como trataria uma das flores mais caras e sofisticadas.

Um ritual que adoro: á noite, desligar luzes da rua e ficar no escuro, quieto, a sentir os cheiros do feno, a leve brisa no rosto, e a ouvir os sons da natureza. Os da noite são diferentes dos do dia.
Tanto de dia ou de noite, impensável usar mp4. Prefiro os outros sons.

Meu sonho seria viver embrenhado nela. Pegar na terra, senti-la, sujar-me nela, trabalha-la até o suor e cansaço me vencerem. Cuida-la e defende-la para lhe mostrar o quanto ela é importante para mim. Mas como isso não é possível, vou faze-lo como sempre fiz. Ama-la somente e agradecer-lhe sempre.

Comentários

  1. Ma ra vi lho so !!!
    Que lugar lindo onde voce mora.
    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. Lindo, Eduardo! Ate lhe sinto o cheiro ao campo... Isso é uma PAZ. Triunfal, mesmo...

    ResponderEliminar
  3. ANDREA, sinto-me realmente um privilegiado. Minha casa esta literalmente no campo. Junta de Freguesia fez-me em asfalto um acesso até mesmo á entrada e assim pude ficar a viver neste lugar que adoro.
    Mas olha que quando me refiro a campo, nada se compara com a vossa selva.

    DANIEL, a natureza da-me muito. Ela faz-me passar de triste para alegre, de sozinho para acompanhado...Eu sinto que lhe pertenço. Então os cheiros...(que refere), os sons...Eu não consigo usar o mp4. Prefiro os sons da natureza e aprecia-los diferenciados, por exemplo.

    Fiquem bem.

    ResponderEliminar
  4. Oiii Eduardo!!!!
    Que lugar "FASCINANTE"
    Você pode se dizer mesmo privilegiado!!!
    Sentir-se bem no lugar que mora é algo que não trraduz nem em palavras...
    Abraço!!!!

    ResponderEliminar
  5. E tu a receberes teu frio anual. rsr
    Adoro a Primavera Tuigue, agora mesmo estou a escrever mesmo junto á janela do meu quarto e a ver esta natureza deslumbrante. Ouço o chilrear dos pássaros, cantar dos grilos...
    Mas para viver neste sossego tem que se gostar a sério. Senão...
    Fica bem.

    ResponderEliminar
  6. Nossaa! Quando entrei só havia as fotos... Q texto lindo!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  7. Olá Eduardo,
    que lugar maravilhoso!!!que natureza!!!
    Abraços
    Johanna

    ResponderEliminar
  8. ANDREIA, por erro texto não tinha saído junto com fotos. Como não tinha mais tempo, deixei para por depois. Obrigado.

    JOHANNA, é a natureza. Primavera então, parece que tudo se renova.

    Fiquem bem.

    ResponderEliminar
  9. Olá amigo, espaço que conheço bem e tanto aprecio. Tu é que estás com óptimo aspecto, se não soubesse a tua idade (não vou revelar) diria que não tens mais de 30. Parabéns amigo.

    ResponderEliminar
  10. Obrigado, Jorge!
    Num cenário daqueles tinha que ficar bem. rs

    Fica bem.

    ResponderEliminar
  11. Fotos lindíssimas, Eduardo!!
    Realmente é um privilégio morar em lugar assim. Isso é qualidade de vida, meu amigo! Há algo melhor do que isso?

    Abraços e fique bem!

    ResponderEliminar
  12. É verdade, Vera!
    Eu sinto um enorme prazer, e agradeço por poder conviver com esta natureza, e paz incrível...
    Fica bem.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário