Ecoponto para Pessoas com Deficiência

Oito instituições assinaram hoje na Lipor, em Ermesinde, um protocolo para o estudo da criação de um equipamento semelhante aos ecopontos que permita a pessoas com deficiência ou incapacidade física depositar resíduos para reciclagem.

O Projeto R+ reúne a Lipor -- Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, Instituto Nacional para a Reabilitação, Otto Multiservei Soluções Ambientais, Agência Portuguesa do Ambiente, Junta Metropolitana do Porto, Ordem dos Arquitectos, Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal e Sociedade Ponto Verde.

Este acordo tem a duração inicial de um ano e visa "associar dois temas: a separação de resíduos (e a reciclagem) e o seu fomento junto das pessoas com deficiências ou incapacidade".

As organizações subscritoras comprometem-se a "projectar e conceber o equipamento ideal susceptível de uma usabilidade total", incluindo por pessoas com deficiência.

O futuro equipamento será testado na via pública, para ser avaliada a adesão da população alvo antes da generalização da sua colocação em toda a área de intervenção da Lipor.

O protocolo de cooperação do Projecto R+ foi assinado na presença da secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz.
Fonte: DN Ciência

Comentários