Acessibilidades na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD)


No âmbito da disciplina de Integração Social e Reabilitação I, inserida no plano de estudos da licenciatura em Reabilitação Psicomotora, foi proposto a um grupo de alunos a realização de um trabalho onde se acompanhassem uma situação susceptível de integração.

Para tal, decidiram abordar as acessibilidades a deficientes motores em cadeira de rodas na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Dentro desta perspectiva, e em colaboração com o atleta Mário Trindade, fez-se um percurso onde se registaram não só os obstáculos encontrados, como também as infra-estruturas adaptadas às necessidades das pessoas em cadeira de rodas.

Este trabalho reflecte ainda sobre os direitos das pessoas com deficiência motora, de modo a ajudá-las e tornar o meio mais acessível para as mesmas.
Fonte: Deficiente-forum

Comentários

  1. isto ja a muito tempo k esta feito o por k de ser relevado agora, gostava de saber, pois eu cpnheço o mcipof, e como digo ja a muito tempo k isto esta resolvido, por isso nao sei como o marito, meu colega faz isso, agora kuando ja esta tudo feito, eu chamaria isso publicidade atrasada, e se nau digam me o contrario, conheço muito bem o cifop, se nao procurar ao marito.


    Felix

    ResponderEliminar
  2. Félix, costumamos falar várias vezes por telefone. Hoje mesmo já o fizemos.
    Poderias me ter dito que esta situação já estava resolvida. Eu informaria os leitores e pedia desculpa por induzi-los em erro.

    Como vês a fonte foi o Deficiente-forum. Esta mesma noticia foi lá colocada pelo Mário. E está sem referência nenhuma de como esteja assunto resolvido. Daí eu a publicar...

    Preciso então que me afirmes sem margem de erro, que toda esta falta de acessibilidades já não existe.

    Fica bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário