Exposição "Viagens do Olhar" na Casa das Mudas na Madeira

O Centro das Artes - Casa das Mudas acolhe até o próximo dia 2 de Setembro a exposição “Viagens do Olhar”. Os trabalhos expostos foram desenvolvidos no Atelier de Arte Contemporânea Com’Tempo, do Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família, por jovens com deficiência mental e/ou motora, sob a orientação de um artista plástico e dois professores de EVT.

Esta exposição visa, sobretudo, sensibilizar a sociedade para a diferença e foi apadrinhada pela designer Nini Andrade Silva, pelo pintor Marco Fagundes e pelo escultor Gonçalo Martins, que realizaram alguns trabalhos em conjunto com os jovens artistas.

O secretário regional de Educação e Cultura, Francisco Fernandes enalteceu a iniciativa como forma de permitir aos jovens, “actores nesta cena”, se exprimirem de acordo com as suas capacidades e necessidades tendo reiterado que “é uma forma de cumprirmos, cada qual à sua escala, uma comparticipação”.

A directora regional de Educação Especial e Reabilitação, Maria José Camacho adiantou que esta “é uma forma de estreitar laços entre as instituições”. Para a Irmã Albina Silva, responsável pelo Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família, os trabalhos realizados são “uma prova que os nossos jovens são uns artistas” sendo uma forma de “combater os estereotipos e práticas sociais contra as pessoas com deficiência e participarem numa sociedade livre, utilizando o potencial criativo e pessoal”.

Este projecto de reabilitação teve início em 2006, dirigido a 20 jovens com deficiência mental e/ou motora, com o objectivo de estimular a livre expressão através da arte - pintura, escultura e técnica mista. Actualmente, o projecto envolve 51 jovens, orientado pelos artistas plásticos Fábio Gouveia e os professores de educação visual e tecnológica Raul Mesquita e Ricardo Mendes.

Fonte e noticia completa: Jornal da Madeira

Comentários